informe o texto

Notícias | Justiça

Falsa médica acusada da morte de prefeito é condenada a 8 meses de prisão por exercer profissão sem diploma em MT

A prisão será em regime aberto. Além disso, Yana Fois Alvarenga terá que pagar multa de multa de R$ 300 mil

30 Abr 2020 - 18:09 - Atualizada em 30 Abr 2020 - 18:18

MT 40 GRAUS

Falsa médica acusada da morte de prefeito é condenada a 8 meses de prisão por exercer profissão sem diploma em MT

Yana Alvarenga, acusada de matar prefeito de Colniza, foi condenada a 8 meses de prisão por exercer profissão sem diploma — Foto: Arquivo pessoal


A falsa médica Yana Fois Coelho Alvarenga, acusada de ajudar a planejar o assassinato de Esvandir Antonio Mendes, prefeito de Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, em 2017, foi condenada a oito meses de prisão em regime aberto e pagamento de multa de R$ 300 mil por exercer a profissão de médica, sem ter diploma e autorização legal.

O G1 tenta localizar a defesa de Yana Alvarenga.

De acordo com a decisão judicial proferida na última segunda-feira (27), Yana exerceu ilegalmente a medicina por dez anos em quatro estados. Só os contratos de trabalho em Mato Grosso totalizaram um montante de R$ 187 mil.

EXERCÍCIO ILEGAL DA PROFISSÃO

A decisão apontou que, entre os anos de 2006 a 2007, Yana usou documento falso para ter de uma universidade para outra, no Rio de Janeiro. Os documentos foram adulterados.

Além disso, foi comprovado na Justiça que ela é acadêmica desistente do Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos, em Tocantins, além de ter sido reprovada em quase todas as disciplinas do curso de medicina, apesar de apresentar documento constando ter sido aprovada.

"A denunciada se utilizou do diploma invalidado, para o exercício ilegal da medicina no Hospital Municipal André Maggi entre os anos de 2015 a 2017¸ atuando, inclusive, no dia em que o então prefeito de Colniza, Esvandir Antônio Mendes, veio a óbito", diz trecho da decisão.

Durante o interrogatório, Yana alegou que não sabia da invalidação do diploma e que a instituição não havia formalizado a situação dela.

"Na época eu era monitora de matérias então eu lembro que teve um professor meu que disse 'essa menina é literalmente apta, essa menina me ajuda em tudo.' E eu não sabia do que se tratava. Fui saber agora depois de presa", diz trecho do depoimento.

No entanto, testemunhas e documentos comprovaram que ela foi informada e teria ido, em 2009, até a sede da universidade em que estudava, para solicitar que sua situação fosse revista.

Ela também confessou que exerceu a medicina em outros estados além de Mato Grosso, sendo coordenadora da clínica médica em um hospital de São Paulo e médica em dois hospitais municipais no estado do Pará.

ASSASSINATO DO PREFEITO
Yana Fois Alvarenga está presa desde dezembro de 2017 na Penitenciária Ana Maria do Couto May, em Cuiabá, acusada de participar da morte do então prefeito, que aconteceu no mesmo mês, enquanto exercia a profissão de médica sem nunca ter se formado.


Prefeito de Colniza, Esvandir Mendes, conhecido como Vando Colnizatur, tinha 61 anos — Foto: Arquivo Pessoal

Esvandir Antônio Mendes (PSB), de 61 anos, foi perseguido e assassinado a tiros dentro de um carro, quando chegava da zona rural. A médica Yana Alvarenga e o marido, o empresário Antônio Pereira Rodrigues, foram denunciados por participação no crime. De acordo com as investigações, Antônio seria o mandante do homicídio. O inquérito apontava que o crime teria acontecido por causa de uma dívida.

Dentro do automóvel usado para perseguir Esvandir foram apreendidos R$ 60 mil, em dinheiro, que seria o pagamento pela execução do prefeito. As armas usadas no crime foram encontradas jogadas em um rio.
Fonte: G1-MT
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet