informe o texto

Notícias | Política

Deputados de MT adiam votação da reforma da previdência para a próxima semana

Pedido de vista e sobrestamento da pauta prorrogaram a votação da PEC da Previdência para a próxima segunda-feira (29).

25 Jun 2020 - 19:28

MT 40 GRAUS

Deputados de MT adiam votação da reforma da previdência para a próxima semana

Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) — Foto: Assessoria


Um pedido de vista durante sessão extraordinária no início da tarde desta quinta-feira (25), compartilhada por oito deputados, adiou para a próxima segunda-feira (29), a votação do Projeto de Emenda Constitucional 06/2020, a PEC da Previdência dos servidores públicos de Mato Grosso, e do Projeto de Lei Complementar 06/2020, que trata da previdência complementar. A PEC da Previdência dominou as discussões durante toda a sessão. Os deputados querem garantir emendas ao projeto governamental.

O deputado estadual Sílvio Fávero (PSL), pediu vista da mensagem governamental que foi concedida de forma compartilhada também para os deputados Valdir Barranco, Lúdio Cabral, João Batista, Dilmar Dal´Bosco, Carlos Avalone, Elizeu Nascimento e Paulo Araújo.

O deputado Valdir Barranco (PT), durante discussão da matéria, disse que a PEC “é cruel com os servidores".

A deputada Janaína Riva (MDB), também discutindo a matéria, destacou que “os acordos republicanos que estamos buscando visam trazer menos danos ao servidor público. Não queremos bagunçar a votação, queremos algo viável para o governo e para o servidor. Com a aprovação da alíquota, anteriormente, já aprovamos uma diferenciação para os aposentados e pensionistas. Isso já trouxe um superávit para a previdência”, destacou a parlamentar.

O Projeto de Emenda Constitucional 06/2020, em votação nesta quinta-feira (25), tem parecer favorável da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), acatando as emendas 16 ,18 e 36. Agora os deputados discutem novas emendas para apresentar na segunda fase de discussão da matéria.

O deputado Lúdio Cabral, em discussão durante a votação, fez questão de destacar que “as regras de transição para todos os servidores precisam ser asseguradas através de um debate justo e transparente. Do contrário, será mais uma apunhalada do governo”, disse o parlamentar. Fonte: G1-MT

 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet