informe o texto

Notícias | Justiça

Justiça autoriza ex-governador de MT condenado à prisão a mudar-se para outro estado

A defesa de Silval alegou que o acordo de delação premiada permite a mudança de endereço, seja para outra cidade ou estado.

20 Jul 2020 - 15:56

MT 40 GRAUS

Justiça autoriza ex-governador de MT condenado à prisão a mudar-se para outro estado

Silval Barbosa, ex-governador de Mato Grosso — Foto: Sedec-MT/Divulgação


A Justiça autorizou o ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, a se mudar para São José do Rio Preto, em São Paulo.

A decisão é do juiz Leonardo de Campos Costa e Silva Pitaluga, da 2ª Vara Criminal de Cuiabá na última sexta-feira (17) e foi confirmada pelo advogado de Silval, Valber Melo.

A defesa de Silval alegou que o acordo de delação premiada permite a mudança de endereço, seja para outra cidade ou estado.

O advogado argumentou que ele pretende morar com a filha na cidade paulista.

Em fevereiro de 2019, ele conseguiu na Justiça o direito a ir até a cidade paulista para participar da cerimônia de casamento da filha.

Apesar da decisão favorável, o ex-governador ainda permanece em Cuiabá, e deve se mudar com a família nos próximos dias.

Prisão e liberdade
O ex-governador foi preso durante a operação Sodoma, que investiga a existência de uma suposta organização criminosa que cobrava propina de empresários para manter contratos vigentes com o estado, durante a gestão dele.

No acordo que fez com a Justiça para deixar a prisão, ele se comprometeu a devolver R$ 46,6 milhões desviados dos cofres públicos por meio da alienação de cinco bens, entre eles duas fazendas, avaliadas em R$ 33 milhões e R$ 10 milhões, e um avião de R$ 900 mil.

Silval foi condenado a 13 anos e sete meses de prisão por desviar, junto com outros integrantes do esquema, mais de R$ 2,5 milhões dos cofres públicos por meio da concessão fraudulenta de incentivos fiscais a empresários, por meio do Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic).

O crime foi investigado na Operação Sodoma I, da Delegacia Fazendária (Defaz), ainda durante a segunda gestão de Silval, entre os anos de 2011 e 2014.

Fonte: G1-MT

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet