informe o texto

Notícias | Política

Partidos investem em campanhas e candidatos arrecadam R$ 2,6 milhões

Pros doou R$ 900 mil a Gisela Simona, já o DEM doou R$ 200 mil a Roberto França. Também houve repasse de R$ 327 mil do PT a Julier Sebastião e R$ 620 mil do MDB a Emanuel Pinheiro.

22 Out 2020 - 10:13

MT 40 GRAUS

Partidos investem em campanhas e candidatos arrecadam R$ 2,6 milhões

Partidos dos candidatos são principal fonte de arrecadação

Foto: RepórterMT


Os oito candidatos que disputam a Prefeitura de Cuiabá nesta eleição já arrecadaram R$ 2,6 milhões conforme prestação de contas à plataforma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A maior parte dos valores doados foi feita pelos próprios partidos políticos deles, por meio do Fundo Eleitoral de Campanha.

A candidata Gisela Simona (Pros) continua liderando o ranking de arrecadações entre os candidatos que disputam o Palácio Alencastro. Do montante arrecado, R$ 1,3 milhão, pouco mais da metade foi informado pela ex-superintendente do Procon. O Pros doou R$ 900 mil e o PDT, partido do candidato a vice, o maestro Fabrício Carvalho, R$ 350 mil. Ela também já informou gastos de R$ 209.585,15.

O atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) aparece em segundo lugar com arrecadação de R$ 643,9 mil. Desse valor, R$ 620,9 mil foram doados pelo MDB e os R$ 10 mil restantes pelo PTB, um dos 11 partidos que fazem parte da coligação do candidato que concorre à reeleição. O emedebista ainda não apresentou nenhuma despesa de campanha. 

O terceiro é o ex-juiz federal Julier (PT) com R$ 327 mil arrecadados, de doação do próprio Partido dos Trabalhadores. O candidato apresentou gastos de R$ 132,1 mil até o momento.

O ex-apresentador Roberto França (Patriota) informou arrecadação no valor de R$ 200 mil, que foram doados pelo Democratas, partido do candidato a vice-prefeito da chapa, Marcelo Bussiki. Os gastos de campanha ainda não foram informados.

Abílio Júnior (Pode) arrecadou até o momento R$ 70,9 mil. Ele é o único dentre os oito a não receber doação do próprio partido. A arrecadação da chapa vem de empresários e servidores em exercício no gabinete do candidato a vice-prefeito, vereador Felipe Wellaton (Cidadania). As despesas ainda não foram apresentadas.

Paulo Henrique Grando (Novo) arrecadou R$  48,4 mil e teve despesa de R$ 24,8 mil, Aécio Rodrigues (PSL) arrecadou R$ 35 mil e ainda não informou as despesas.

Na laterna, o candidado Gilberto Lopes (Psol) apresentou até o momento doação de R$ 1 mil feita pelo partido dele e nenhum gasto.

Fonte: RepórterMT

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet