14 de agosto de 2022
Destaques Política

Emanuel chama governador de “malandro oficial de MT” e manda “lavar a boca para falar da família Pinheiro”

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), em entrevista ao VGN, na manhã desta sexta-feira (08.04), rebateu as acusações do governador Mauro Mendes (UB), que classificou o empresário Marco Polo Pinheiro — popular Popó, irmão do prefeito, como “malandro e marginal”. Em resposta as declarações do governador, Emanuel mandou Mendes “lavar a boca e escovar os dentes, antes de falar da família Pinheiro”.

Segundo Pinheiro, “Mauro Mendes é o perfil do malandro oficial no Estado, o homem que cresceu na vida parasitando a máquina estatal, o homem que ficou milionário se beneficiando do incentivo fiscal, se beneficiando da máquina pública estatal e conseguiu quebrar mostrando ser duvidosa sua fama de bom gestor”.

“Agora ele [Mendes] continua parasitando a máquina estatal, ele e seu grupinho, seu pequeno grupo, esses sim, representam a verdadeira organização criminosa que está sendo um perigo para Mato Grosso. Nós estamos tentando alertar, os próprios aliados dele estão tentando alertar também quem é e onde está a verdadeira organização criminosa do Estado — Que está no Palácio Paiaguás e tem chefe Mauro Mendes”, acusou o prefeito.

O prefeito da Capital foi além, disse, que o “Mendes atira para todos os lados, não respeitando ninguém, nem liderança política, nem servidores públicos, comércio, aposentado e pensionista, setor produtivo, nem a sociedade, para tentar encobrir as malandragens que ele e seu grupo político estão acostumados a fazer”.

“Compare a nossa vida, e compare com a vida dele [Mauro], que foi uma vida inteirinha feita na máquina do Estado. Parasita da máquina estatal continua sendo um parasita da máquina estatal. Compare a vida da minha família com a vida da família dele, na nossa todos os trabalhadores, todos dependem do seu sustento. A vida da família Pinheiro que é tricentenária aqui na capital, a vida dele que simboliza sim, o oportunista que vinha para cá para ficar milionário as custas do Estado e ir embora, sem nenhum compromisso com Cuiabá, com Mato Grosso”, finalizou Emanuel Pinheiro.

Fonte: Vgn Notícias

Posts Relacionados

Deixe uma resposta