26 de junho de 2022
Destaques Policial

Polícia prende membros de facção que mataram e enterraram dupla decapitada

Membros de uma facção criminosa envolvida na decapitação de dois homens em Tapurah (433 km ao Médio-Norte de Cuiabá) estão sendo presos na manhã desta sexta-feira (8), pela Polícia Civil, durante a Operação Discipulus. A ação desarticula ainda um esquema de tráfico de drogas envolvendo a facção.

 

Reportagem do GD divulgou no dia 15 de março que os corpos encontrados foram de Antônio Gabriel Leite dos Santos, 19 anos e do tatuador Rodrigo Martins de Souza, 39. Eles estavam enterrados na zona rural da cidade, com mãos e pés amarrados, e estavam decapitados. Vítimas estavam desaparecidas desde o dia 12 de março.

 

Conforme a polícia, ao todo, são 10 mandados judiciais, entre prisões e busca e apreensão. Até o final da manhã, 3 pessoas já estavam presas e 5 mandados de busca e apreensão já tinham sido cumpridos. Em uma das casas, foram apreendidas drogas, dinheiro e contabilidade do tráfico.

 

Desaparecimento

Antônio Gabriel e Rodrigo foram vistos pela última vez no sábado (12). Eles estavam em uma festa na lanchonete ‘Bico Doce’. Uma testemunha contou que flagrou o momento em que Antônio deixou o local acompanhado de duas meninas.   Depois disso, a testemunha afirmou que só ficou sabendo que Antônio foi visto sendo agredido por vários homens.

 

O fato foi narrado à mãe de Antônio no dia seguinte, que registrou um boletim de ocorrência assim que ele não retornou para casa.  Rodrigo também desapareceu na mesma noite. Ele chegou a publicar um vídeo na companhia de Antônio em suas redes sociais na noite de sábado. Depois, mandou vídeos para alguns de seus contados, mas foi sua última interação – por volta das 23h51.

O tatuador era morador de Lucas do Rio Verde e prestava serviços de 15 em 15 dias em um salão da cidade. Uma testemunha afirmou que as duas mulheres que saíram com Antônio do bar estavam acompanhando Rodrigo horas antes.

 

Os corpos foram encontrados após investigadores da Polícia Civil receberem denúncias anônimas sobre onde, possivelmente, foram enterrados os corpos de dois homens. As equipes saíram em buscas e, de fato, localizaram duas covas com os vestígios dos cadáveres.

 

Nome da Operação

Do Latim, Discipulus significa disciplina, que, por sua vez, é o nome dado a função exercida por membros da facção responsáveis por matar, torturar e agredir quem não cumpre as ordens do grupo. (Com informações da assessoria de imprensa)

Fonte: Gazeta Digital

Posts Relacionados

Deixe uma resposta