27 de junho de 2022
Esportes

Fluminense e Santos ficam no empate sem gols no Maracanã

Em jogo que marcou a abertura do Brasileirão 2022 na tarde deste sábado (9), no Maracanã, o Santos ficou no 0 a 0 com o Fluminense.

O duelo começou com muitas faltas, sendo três para o Flu e duas para o Peixe apenas nos 7 minutos iniciais. Aos poucos, o time da casa, com seu uniforme tradicional, foi se lançando ao ataque de um Santos que adotou o azul escuro (sua terceira “farda”).

Resultado: três jogadas perigosas em sequência para os cariocas. Na melhor delas, aos 10’, Cano bateu de perna esquerda da entrada da área e João Paulo precisou se esticar para evitar o pior.

Com raras arrancadas, o Peixe buscava algo com Ricardo Goulart e Marcos Leonardo. Estreante do dia, o meia-atacante santista Jhojan Julio só conseguiu protagonizar uma boa jogada aos 18’. Foi dele o cruzamento em busca do zagueiro Eduardo Bauermann, 1,87m, mas Fábio interceptou.

Se Ganso acabou não relacionado pelo Flu para enfrentar o Peixe, onde marcou época como meia ao lado de Neymar, o zagueiro David Braz, ex-Santos, desempenhou o papel.
E bem. Braz tomou faltas, lançou-se ao ataque, chamou a torcida e acertou perigoso cabeceio por cima do gol de João Paulo, aos 29’.

O Peixe melhorou e respondeu: aos 31’, Zanocelo chegou pela direita e fez o chute. Fábio mandou para escanteio que, na sequência, os visitantes desperdiçaram.

Dois minutos depois foi a vez de o Flu ter um escanteio a seu favor, que igualmente acabou sem bola na rede. E outro: Cano desviou de pé esquerdo e a bola se perdeu na linha de fundo.

O Flu se animou e exigiu difícil defesa de João Paulo, aos 38′, em bomba disparada por Cano. Aos 40′, foi a vez de Arias tentar o chute. E uma vez mais os donos da casa com outro escanteio, aos 43′. Muitas tentativas do Flu, apenas um chute efetivo do Santos e nada de gols. Fim do primeiro tempo.

Etapa final

Com Nonato no lugar de Yago Felipe, o Flu começou a segunda etapa como na primeira: tendo falta a favor. Mas o primeiro amarelo da partida saiu para Manoel, do Flu, aos 9′, por falta.

O andamento do confronto, contudo, não mudou: os donos da casa insistindo e os visitantes cortando as jogadas em tentativas de contra-ataques.

Cano, de novo de cabeça, exigiu defesa de João Paulo; Arias tentou chute, mas rendeu apenas tiro de meta para o Alvinegro Praiano; Ricardo Goulart cometeu falta.

Só aos 14′ o Santos tentou jogada mais aguda com Lucas Pires e Jhojan Julio, mas sem criação que resultasse em algo diferente. Até que, aos 21′, o Peixe reclamou de pênalti de Manoel em Marcos Leonardo. Nada marcado.

O técnico santista Fabián Bustos resolveu mexer aos 21′: promoveu a estreia do atacante equatoriano Bryan Angulo (no lugar de Ricardo Goulart). Aproveitou a deixa e trocou o também estreante Jhojan Julio por Gabriel Pirani. E mais: Lucas Barbosa no lugar de Marcos Leonardo.

Lucas Barbosa e Pirani tiveram suas chances de marcar. Assim como Luiz Henrique, em bomba aos 31′.

O Flu mudou. Fred entrou no lugar de Cano, aos 32′. Assim como Willian Bigode no lugar de Calegari. E, um minuto depois, Lucas Claro por David Braz.

A partida manteve a toada, com o Flu ao ataque e Santos claramente em busca de somar um ponto com empate. A emoção aumentou com Fred, após forte chute com a bola explodindo na trave esquerda do Peixe, aos 39′.

No Santos, Madson saiu, entrou Velázquez; Sandry entrou, saiu Zanocelo. E ficou nisso: os 22.852 torcedores, que geraram R$ 713 mil de renda, viram um empate sem gols em um jogo com um Flu mais perigoso do que o visitante Santos.

FICHA TÉCNICA

Fluminense 0 x 0 Santos
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: sábado (9/4), às 16h30
Árbitro: Anderson Daronco (RS / Fifa)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS / Fifa) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Daniel Nobre Brins (RS)

Cartão amarelo: Manoel (Fluminense), aos 9’/2ºT

FLUMINENSE: Fábio; Manoel, David Braz (Lucas Claro), Nino e Cris Dias; Calegari (Willian Bigode), Yago Felipe (Nonato), André e Nathan (Luiz Henrique); Jhon Arias e Germán Cano (Fred). Técnico: Abel Braga.

SANTOS: João Paulo; Madson (Velázquez), Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Willian Maranhão, Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Sandry); Ricardo Goulart (Bryan Angulo); Jhojan Julio (Gabriel Pirani) e Marcos Leonardo (Lucas Barbosa). Técnico: Fabián Bustos.

Fonte: Esportes R7

Posts Relacionados

Deixe uma resposta