27 de junho de 2022
Destaques Política

PT deve acionar Bolsonaro por suposta campanha extemporânea em visita à Cuiabá

O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) deve adotar medidas judiciais contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre a visita do presidente em Cuiabá, nesta terça-feira (19.04) que, para o partido de oposição, foi campanha extemporânea clara. A informação é do deputado estadual, Lúdio Cabral (PT).

Bolsonaro esteve ontem em Cuiabá para participar de encontro religioso na Assembleia de Deus. Porém, o ato reuniu diversas autoridades políticas, como deputados, senadores e até contou com a presença do governador Mauro Mendes (União Brasil).

Lúdio declarou que a agenda do presidente na Capital foi política, e classificou com atividade de campanha extemporânea. “A agenda do presidente ontem aqui foi praticamente de campanha. Que do ponto de vista administrativo eu não tenho conhecimento de nada que o presidente veio tratar aqui em Mato Grosso. É muito importante à população refletir qual tem sido o papel deste desgoverno em Mato Grosso. Quem tem ganhado com esse Governo são os muitos ricos que têm ficado cada vez mais ricos às custas da fome da população e do aumento absurdo de preço do alimento”, disse o deputado.

Segundo ele, a orientação do Diretório Nacional do PT é que todas as atividades de campanha extemporânea por parte de Bolsonaro sejam analisadas pela Executiva Nacional para posteriormente adotar as devidas providências.

Ainda segundo o deputado, a visita de Bolsonaro à Cuiabá será uma das que serão analisadas para adoção de possíveis medidas judiciais. “Está muito claro que essas viagens desse que ocupa a Presidência da República hoje são todas atividades de campanha extemporânea, todas. Cuiabá não foi diferente, foi uma agenda de campanha. A direção nacional do PT irá tomará as providências judiciais para questionar essa campanha extemporânea com abuso do poder político do cargo no horário de trabalho”, finalizou.

Fonte: Vgn Notícias

Posts Relacionados

Deixe uma resposta