26 de junho de 2022
Esportes

Com volta de 100% de público, clubes paulistas viram quase imbatíveis dentro de casa

A torcida é um aspecto fundamental no espetáculo que é o futebol. O canto dos torcedores, a vibração, o apoio e até mesmo as críticas são um verdadeiro combustível para os atletas em campo, contaminados pelo calor das massas. E nesta temporada o fator casa tem sido determinante para CorinthiansPalmeirasSão Paulo e Santos, os quatro grandes de SP, especialmente com o retorno de 100% de público dentro dos estádios.

Segundo levantamento feito pelo R7, desde 9 de março deste ano, quando o Governo de São Paulo liberou a capacidade total, o aproveitamento dos times da capital paulista nos jogos dentro de seus domínios tem sido muito maior do que nas partidas disputadas longe de casa.

 

O Corinthians, por exemplo, que lidera o Brasileirão, tem 91,6% de aproveitamento jogando na Neo Química neste período, enquanto fora de Itaquera o aproveitamento despenca para 38%. Dentro de casa, o Timão tem 5 vitórias em 6 jogos desde o dia 9 de março — contra o Guarani, nas quartas de final do Paulistão, o Corinthians venceu nas penalidades, mas empatou no tempo normal. Já fora de seus domínios, a equipe de Vítor Pereira tem 2 vitórias, 2 empates e 3 derrotas em 7 partidas.

No caso do Santos, que é vice-líder do Brasileirão, a diferença é ainda mais discrepante. Na Vila Belmiro, o Peixe tem 100% de aproveitamento (Água Santa, Universidad Católica-EQU, Coritiba, América e Cuiabá) diante de apenas 25% jogando longe do Alçapão (derrotas para Palmeiras, Banfield-ARG, Coritiba e São Paulo, empates contra Ferroviária, Fluminense e Unión La Calera-CHI e vitória contra a Católica).

O São Paulo segue o mesmo padrão dos demais e tem resultados distintos jogando dentro (88,8% de aproveitamento) e fora (48% de aproveitamento) do Morumbi. Em casa, o Tricolor soma 8 vitórias e apenas 1 derrota em 9 partidas. Já longe de seus domínios, a equipe de Rogério Ceni tem 3 vitórias, 4 empates e 2 derrotas em 9 partidas.

Palmeiras: a exceção

O único time entre os quatro grandes de SP que tem retrospecto positivo jogando dentro e fora de casa é o Palmeiras, com 90% de aproveitamento no Allianz Parque e 62,5% longe da Barra Funda. Com apoio de sua torcida no local, o Verdão venceu Santos, Corinthians, Ituano, RB Bragantino, São Paulo e Independiente Petrolero, além das vitórias contra Corinthians e Juazeirense, que foram na Arena Barueri. A equipe de Abel Ferreira só tropeçou em casa na derrota para o Ceará e no empate com o Fluminense.

Longe dos torcedores palmeirenses, o Verdão venceu São Paulo, Deportivo Táchira, Emelec e Independiente Petrolero, além de ter empatado com RB Bragantino, Goiás e Flamengo, e perdido para o São Paulo.

Os números falam por si sós. Fato é que o desempenho das equipes muda de forma surpreendente dependendo do contexto. Aos que subestimam a capacidade de uma torcida mudar o jogo, o levantamento feito pela reportagem evidencia que a paixão dos torcedores é, sim, um combustível a mais. E que está fazendo a diferença neste início de Brasileirão.

Veja o aproveitamento de Palmeiras, São Paulo, Santos e Corinthians dentro e fora de casa:

PALMEIRAS
ALLIANZ PARQUE 
 90% de aproveitamento
Palmeiras 1 x 0 Santos – 13/3
Palmeiras 2 x 1 Corinthians – 17/3
Palmeiras 2 x 0 Ituano – 23/3
Palmeiras 2 x 1 RB Bragantino – 26/3
Palmeiras 4 x 0 São Paulo – 3/4
Palmeiras 2 x 3 Ceará – 9/4
Palmeiras 8 x 1 Independiente Petrolero – 12/4
Palmeiras 3 x 0 Corinthians – 23/4
Palmeiras 2 x 1 Juazeirense – 30/4
Palmeiras 1 x 1 Fluminense – 8/5

FORA DE CASA  62,5% de aproveitamento
São Paulo 0 x 1 Palmeiras – 10/3
RB Bragantino 1 x 1 Palmeiras – 20/3
São Paulo 3 x 1 Palmeiras – 30/3
Deportivo Táchira 0 x 4 Palmeiras – 6/4
Goiás 1 x 1 Palmeiras – 16/4
Flamengo 0 x 0 Palmeiras – 20/4
Emelec 1 x 3 Palmeiras – 27/4
Independiente Petrolero 0 x 5 Palmeiras – 3/5

SÃO PAULO
MORUMBI 
 88,8% de aproveitamento
São Paulo 0 x 1 Palmeiras – 10/3
São Paulo 2 x 0 Manaus – 16/3
São Paulo 2 x 1 Botafogo-SP – 19/3
São Paulo 4 x 1 São Bernardo – 22/3
São Paulo 2 x 1 Corinthians – 27/3
São Paulo 3 x 1 Palmeiras – 30/3
São Paulo 4 x 0 Athletico-PR – 10/3
São Paulo 2 x 0 Everton – 14/4
São Paulo 2 x 1 Santos – 2/5

FORA DE CASA  48% de aproveitamento
Mirassol 0 x 3 São Paulo – 13/3
Palmeiras 4 x 0 São Paulo – 3/4
Ayacucho 2 x 3 São Paulo – 7/4
Flamengo 3 x 1 São Paulo – 17/4
Juventude 2 x 2 São Paulo – 20/4
RB Bragantino 1 x 1 São Paulo – 23/4
Jorge Wilstermann 1 x 3 São Paulo – 28/4
Everton 0 x 0 São Paulo – 5/5
Fortaleza 1 x 1 São Paulo – 8/5

SANTOS
VILA BELMIRO 
 100% de aproveitamento
Santos 3 x 2 Água Santa – 19/3
Santos 3 x 2 Universidad Católica – 13/4
Santos 2 x 1 Coritiba – 17/4
Santos 3 x 0 América – 24/4
Santos 4 x 1 Cuiabá – 8/5

DENTRO DE CASA  25% de aproveitamento
Palmeiras 1 x 0 Santos – 13/3
Ferroviária 3 x 3 Santos – 16/3
Banfield 1 x 0 Santos – 5/4
Fluminense 0 x 0 Santos – 9/4
Coritiba 1 x 0 Santos – 20/4
Unión La Calera 1 x 1 Santos – 2804
São Paulo 2 x 1 Santos – 0/5
Universidad Católica 0 x 1 Santos – 5/5

CORINTHIANS
NEO QUÍMICA 
 91,6% de aproveitamento
Corinthians 5 x 0 Ponte Preta – 12/3
Corinthians 1 (7) x (6) 1 Guarani – 24/3
Corinthians 1 x 0 Deportivo Cali – 13/4
Corinthians 3 x 0 Avaí – 16/4
Corinthians 2 x 0 Boca Jrs – 26/4
Corinthians 1 x 0 Fortaleza – 1º/5

FORA DE CASA  38% de aproveitamento
Palmeiras 2 x 1 Corinthians – 17/3
Novorizontino 0 x 1 Corinthians – 20/3
São Paulo 2 X 1 Corinthians – 27/3
Portuguesa-RJ 1 X 1 Corinthians – 20/4
Palmeiras 3 x 0 Corinthians – 23/4
Deportivo Cali 0 x 0 Corinthians – 4/5
RB Bragantino 0 x 1 Corinthians – 8/5

Fonte: Esportes R7

Posts Relacionados

Deixe uma resposta