14 de agosto de 2022
Destaques Notícias

Padre cita “alívio” com interdição e promessa de reforma de igreja

O padre Pedro Canisio classificou como “alívio” a interdição e possibilidade de reforma da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, em Cuiabá. Prestes a completar 300 anos, o local foi fechado pela Defesa Civil por problemas estruturais.

 

Em entrevista ao MidiaNews, o pároco explicou que os problemas da igreja estavam se acumulavam e, por isso, havia receio de que a qualquer momento pudesse ocorrer algum acidente com os fiéis que frequentam o local. Ele disse reconhecer ter havido negligência da administração.

 

“Reconheço que a gente foi negligente em não fazer uma manutenção permanente condizente com as demandas que iam aparecendo. De dois anos para cá começou o processo de se deteriorar muito forte, chegando ao ponto de não poder ser mais usado para evitar acidentes”, disse.

 

“O sentimento agora é de alívio diante da situação precária em que a gente estava funcionando”, acrescentou.

 

Canisio contou que os problemas da paróquia já eram “crônicos”, já que havia quase 16 anos que o local não era reformado ou recebia manutenção. A ação do tempo fez com que as madeiras do chão apodrecessem e o telhado se deslocou, ocasionando infiltrações.

 

Outro problema relatado pelo religioso era a falta de alvarás tanto do Corpo de Bombeiros quanto da Prefeitura de Cuiabá, pois a igreja não tem prevenção de incêndios, saídas de emergência e nem para-raios.

 

A lista de irregularidades enumerada durante a inspeção da Defesa Civil foi suficiente para concluir que a recomendação era a interdição da paróquia até que ela possa ser devidamente reformada. A decisão foi acatada pela administração da igreja.

 

Reforma e atividades

 

Agora as atividades da igreja estão sendo realizadas no salão paroquial até que o local possa reabrir. No entanto, o padre afirmou que não há previsão de quando as reformas serão iniciadas e concluídas.

 

O projeto de reforma está em sua fase final e será protocolado na Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso e no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

 

“Com o protocolo e o projeto em mãos vamos começar a captar recursos junto ao Governo e às empresas. A intenção é terminar o quanto antes e eu vou em cima para não descuidar dos prazos”, afirmou.

 

Apesar da interdição da igreja, a Festa de São Benedito, tradição da paróquia, ainda vai ocorrer como nos anos anteriores à pandemia. A área interditada não será utilizada e a celebração ocorrerá no final de junho, no pátio da igreja.

Fonte: Mídia News

Posts Relacionados