26 de junho de 2022
Destaques Política

Em áudio, Júlio acusa Botelho de fazer “campanha suja” em VG

O ex-governador Júlio Campos (UB), pré-candidato a deputado estadual, afirmou que o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (UB), faz uma “campanha suja” em Várzea Grande.

A afirmação veio à tona em um áudio que está circulando em grupos de WhatsApp (ouça abaixo). A Cidade Industrial também é reduto eleitoral dos Campos.

Na gravação, ele critica uma suposta promessa de nomeações que estaria sendo feita pelo suplente de vereador Wender Madureira (MDB) – que faz parte da rede de apoio a Botelho no município – em nome do presidente da Assembleia.

O objetivo seria garantir votos para a reeleição de Botelho no Legislativo.

“Recebi seu recado em relação ao Wender, filho do [ex-vereador João] Madureira, em relação a campanha suja que o Botelho está fazendo, oferecendo o que ele não tem a dar. Não se pode mais nomear ninguém, nem no Estado, nem no município. A lei já proíbe”, disse no áudio.

“Nos meses anteriores à eleição não tem nomeação. Só quem for concursado e tiver necessidade de ser nomeado que o Governo e Assembleia podem fazer. Então, é conversa fiada. Desminta esse moleque disso aí. Eu vou dar um corretivo nele, está bem? Pessoalmente”, completou.

Ouça o áudio:

 

Chapa de peso

O áudio vazado abre especulação sobre um possível clima azedo na chapa de pré-candidatos a deputados estaduais do União Brasil, que possui nomes de peso em busca de pelo menos quatro cadeiras no Legislativo estadual.

Semanas atrás, Júlio já havia criticado uma possível vantagens que nomes como Botelho e o líder do Governo, Dilmar Dal’Bosco, teriam na chapa em razão dos mandatos que possuem como deputados, afirmando que eles têm o “poder da máquina da Assembleia” nas mãos na luta pela reeleição.

 

Fonte: MidiaNews

Posts Relacionados

Deixe uma resposta