28 de junho de 2022
Esportes

Cuiabá x Red Bull Bragantino – Para seguir subindo, Dourado segue confiante.

Em seu segundo ano consecutivo no Campeonato Brasileiro, o Cuiabá quer lutar mais do que apenas contra o rebaixamento. O desafio da vez é contra o Red Bull Bragantino neste sábado, às 19h, na Arena Pantanal, pela 11ª rodada. O time de Bragança Paulista também não vem fazendo uma campanha surpreendente.

No entanto, ambos venceram na última rodada. O Cuiabá bateu o até então líder Corinthians por 1 a 0, mesmo placar do triunfo do Red Bull Bragantino frente ao Flamengo, no Nabi Abi Chedid.

O resultado levou o Red Bull Bragantino para a 11ª posição, com 13 pontos, três atrás do G-4. O Cuiabá, por outro lado, ainda aparece na zona de rebaixamento, com 11.

OLHO NO DOURADO!

A novidade do Cuiabá António Oliveira acompanhou a vitória contra o Corinthians das tribunas e deverá, pela primeira vez, dirigir a equipe do Mato Grosso do banco de reservas.

O único desfalque que ele terá para o duelo é o meia Valdivia, que foi expulso. Cuiabá e Red Bull se enfrentam neste sábado

Com isso, a expectativa é que o treinador aposte na mesma equipe que entrou em campo na última terça-feira. A única dúvida é no gol. João Carlos fez grande partida, mas poderá perder posição para o retorno de Walter. “São ideias novas, conceitos novos, tanto ofensivos quanto defensivos. A primeira impressão foi muito boa. Tivemos um pouco de trabalho com ele, mas já colhemos os primeiros resultados contra o Corinthians”, falou Uendel.

BORA, BRAGA!

Do outro lado, Maurício Barbieri não poderá utilizar o lateral Luan Cândido, autor do gol na vitória contra o Flamengo, justamente porque ele foi expulso. O treinador poderá improvisar alguém no setor ou apostar em Ramon, que retorno após ficar impossibilidade de atuar contra o Flamengo.

“Futebol é emoção, mas qualquer profissional vai enfrentar momentos de dificuldade, oscilação. Isso faz parte do crescimento. Futebol não é diferente. Infelizmente, pressão como as coisas são colocadas não contribuem para o desenvolvimento dos treinadores, do clube, dos futebol e dos jogadores. Não contribui para nada. Acho que o clube é um exemplo, espero que não seja mais uma ilha”, disse Barbieri.

Fonte: Vgn Notícias

Posts Relacionados